domingo, 18 de dezembro de 2011

Hospital Federal de Ipanema conta com um Avançado Centro de Andrologia


O Serviço de Urologia do Hospital Federal de Ipanema inaugura o Centro de Andrologia, focado na resolução de doenças que acometem a sexualidade e o bem estar masculino.

"Nada é mais frustrante para um homem do que perder a sua capacidade para realizar o ato sexual de forma satisfatória." Segundo o médico Dr. Alexandre Miranda, responsável pelo centro no hospital, a disfunção sexual erétil (nome técnico para o problema de ereção) acomete aproximadamente 40% dos brasileiros dos 18 aos 50 anos. Após os 50 anos a prevalência da doença aumenta ainda mais, chegando a 65%, em homens com mais de 70 anos.

 “A disfunção sexual erétil deve ser tratada com seriedade, pois apresenta um impacto muito grande na vida do homem, com  resultado psicológico devastante. Um grande número desses pacientes desenvolvem depressão profunda e muitas famílias acabam pela doença. Além disso, sabemos que 49% a 75% dos pacientes que possuem doenças coronarianas (do coração), que futuramente vão levar ao conhecido “infarto” e possível morte, apresentam problema de ereção alguns anos antes. Desta forma a perda da rigidez peniana se torna um indicador para o paciente que vai apresentar um “infarto” ou “derrame” (Acidente Vascular Cerebral), se o paciente é avaliado logo no início da disfunção erétil ele pode ser salvo dessas doenças, evitando até sua morte”, comenta o Dr. Alexandre.

A avaliação adequada e o tratamento correto é necessário para o sucesso do tratamento.

Outra disfunção que afeta 6% da população aos 40 anos e 12,3% aos 69 anos é a chamada “andropausa” ou hipogonadismo de início tardio. O paciente geralmente experimenta alguns sintomas como  cansaço, redução da libido, redução da força, disfunção erétil, insônia, aumento da gordura abdominal. Outras alterações não tão visíveis também estão associadas como a osteoporose e seu aparecimento aumenta a chance de fraturas.

Todas essas doenças hoje são possíveis de serem tratadas no SUS com todas as ferramentas avançadas, que antes eram encontrados somente em clínicas privadas. O acesso à saúde global vem sendo alcançada pelo sistema único de saúde. Hoje estamos indo além de tratar apenas doenças, trabalhamos com saúde.

O Centro dispõe de reposição hormonal com drogas de última geração (01 dose a cada 3 meses), para o tratamento do hipogonadismo de início tardio; próteses penianas de excelente qualidade, para casos graves de disfunção erétil.

“Consigo trabalhar com mais conforto no SUS do que com os convênios privados de saúde, que não liberam com facilidade o material necessário para uma cirurgia peniana adequada”. Observa o Dr.Alexandre.

Além da reposição hormonal e implante de prótese peniana, o serviço realiza cirurgias reparadoras genitais, como o aumento peniano (em casos de micropênis), correção de doença de Peyronie (pênis torto) e outras anomalias genitais.

O Centro de Andrologia do Hospital Federal de Ipanema vem permitindo a pesquisa de novas tecnologias para curas de doenças, como a do Dr. Alexandre Miranda, que desenvolve uma nova técnica cirúrgica para a doença de Peyronie, que promete reduzir a chance de disfunção erétil após a cirurgia.

No último congresso da Sociedade Europeia de Medicina Sexual, realizada no início de dezembro, na cidade de Milão, as ideias foram comemoradas por nomes de peso envolvidos com a correção da doença, como o Prof. Edoardo Austoni, da Universidade de Milão.

O Centro de Andrologia do Serviço de Urologia do Hospital Federal de Ipanema fica situado no bairro de Ipanema, Zona Sul da cidade, no Rio de Janeiro. Está localizado na Rua Antônio Parreiras, 67, e o telefone é (21) 3111­-2362.


7 comentários:

  1. Olá,meu pai tem 51 anos e somos moradores da regiao sul do pais, ele apresenta as caracteristicas da doença de peironie, e estamos correndo atras para conseguir fazer algum tratamento ou cirurgia pelo sus, lendo o blog fiquei bastante interesado na circunstancia de haver um hospital que forneça tantas ferramentas para correção dessas doenças, claro,tirando a distancia. Mais se fosse possivel gostaria de saber se existe alguma fila ou inscrisão de pacientes para estarem sendo tratados, caso haja gostaria de saber dos procedimentos para o mesmo, pois se trata de algo de extrema importancia para meu pai.Desde ja agradeço a atenção

    evertonzardinello@yahoo.com.br
    evertonzardinello2@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. boa tarde tenho a doenca de peyronie.porem nao tenho condicoes de fazer a cirurgia particular..vcs saberiam me dizer se mesmo eu nao sendo morador do rio de janeiro .eu poderia fazer essa cirurgia pelo hospital de ipanema.pelo sus?
    e saberiam me informa se a cirurgia e a de nesbit ou enxerto bovino..fico muito grato..sofro muito com essa doenca..se puderem me enviar mais esclarecimentos. email donajuliavanessa@hormail.com

    desde ja agradeco

    ResponderExcluir
  3. Prezados Médicos,e Senhores


    Boa tarde.
    Fiz cirurgia em 1996,doença de Peyronie,retornou,desejo por favor refazê-la.
    Demetrio Bittar Neto......Rj demetrio-doe-sangue-salve-vidas@yahoo.com.br

    Respeitosamente,abraços

    ResponderExcluir
  4. gostaria de saber como faço pra fazer uma consulta,pois há anos me sinto insatisfeito com minha vida sexual ,acho que há algum problema tenho 42 anos mais nunca preocurei um medico , por falta de recurço pois esses tratamentos são muitos caros e quando temos mulher e filhos eu acabo pensando neles mesmo me vendo neste estado . e´ como o dr diz pro homem e´uma da piores coisa que pode acontecer não se sentir satisfeito em retribuir a sua parceira ! a rede publica e´muito difícil conseguir este tratamento ! gostaria muito de saber se existe como conseguir um tratamento nesta unidade ou em outra unidade no rj . se alguém pudesse me ajudar agradeceria muito ! meu e-mail e´ MS.CHAGAS@YAHOO.COM.BR

    ResponderExcluir
  5. Olá gostaria de saber como faço pra fazer uma consulta,tenho a doenca de peyronie.porem nao tenho condicoes de fazer a cirurgia particular, moro na baixada fluminense no Rio de Janeiro, ja náo consigo mais conviver com isso é constrangedor sinto muitas dores quando ereto. e-mail: justme5532@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  6. ESTOU INTERESSADO EM UM TRATAMENTO

    ResponderExcluir
  7. fiz um tratamento de de nao deu certo coloquei uma protese mas deu rejeiçao pra pioar deu uma fibrose o que devo fazer obrigado ?

    ResponderExcluir